Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Fino Recorte

Havia uma frase catita mas que, por razões de força maior, não pôde comparecer. Faz de conta que isto é um blog de comédia.

Fino Recorte

Havia uma frase catita mas que, por razões de força maior, não pôde comparecer. Faz de conta que isto é um blog de comédia.


Roberto Gamito

29.06.21

Morte. Essa que tenho nos braços já não é. O mágico recompõe a mulher cortada com o cuspo das palavras mancas e mágicas. Segundo o mágico desencantado, não vale a pena viver pela metade. Não adianta muito abanares a cabeça — a dança não passa pela negação.

Animais bípedes dotados de armadura. Blindados da cabeça aos pés, sentem-se protegidos das flechas do quotidiano. No entanto, a chuva ácida escarnecerá a bom escarnecer de tanta protecção.

O teu nome, ontem redescoberto pelo gemido, é uma escarpa a pique. Uma certa personagem cujo nome não retive tinha uma relação de amor com a montanha até as mãos começarem a fraquejar. Esperar é a mais dura prova de resistência. O subir ao pé do esperar não passa de um entretém de gaiatos.

A comédia agarrou a gravidade pelos cabelos e fornicou-a por trás. Vocês, hóspedes deste século, fãs do mexerico corpulento, estão autorizados a efabular gradamente sobre o episódio.

Aprendi a dançar perto de explosivos, mas suspeito que não me serve de nada. Ao entrar no mar, perdemos o pé. Cabe-me a mim o destino de garatujar o norte num século arruinado onde a luz vê no holofote um irmão. A minha vocação, pensa o semimessias, deve ser anunciada à paisagem toda cabeças em moldes de grande eloquência. Entrementes, ninguém sabe bem o que dizer.

Amo-te, diz ele. Pois bem, retruca a matemática, gostaria saber em que cálculos se baseia para tecer tal afirmação.

A mão tão prematuramente destilada (oh tão jubilosa tarefa) em verso. Administrar ao branco da folha o correctivo da palavra. O risível raspanete do Homem ao retrato de Deus.

Poder-se-ia acrescentar numerosos exemplos para clarificar que, em tempos de escassez, o homem procura Deus em todas as coisas.
Quando um palhaço brilha no palco, há outro que o amaldiçoa nos bastidores.

Comédia fode a gravidade, Roberto Gamito

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D

Sigam-me

Partilhem o blog