Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Fino Recorte

Havia uma frase catita mas que, por razões de força maior, não pôde comparecer. Faz de conta que isto é um blog de comédia.

Fino Recorte

Havia uma frase catita mas que, por razões de força maior, não pôde comparecer. Faz de conta que isto é um blog de comédia.


Roberto Gamito

30.06.21

Não gostei da atitude da divindade. Encarreguei um amigo mútuo de comunicar a minha decisão ao númen da forma mais amistosa possível, dizendo-lhe que tinham surgido perturbações insanáveis na nossa relação e era impraticável continuarmos amigos. E foi esse momento que fez a luz desabrochar.

Fui assaltado por recordações dos velhos tempos, tempos deliciosos em que as horas passadas a conversar sabiam a pato.
E agora, quaisquer que sejam os intérpretes que venham a contribuir para esta mixórdia de chatices, permitir-me-ão que me gabe que eu, pelo menos, segui a minha vida como se nada fosse. Ênfase no nada.

A propósito: como alguns leitores são mais lentos de miolo, posso também dizer-vos que isto mudou a forma como eu me relaciono com o mundo. Antes de tomar a decisão de pôr termo a esta relação espinhosa, consenti que o azedume tomasse conta de mim. Por esses dias era comum ver-me no campo a dar pontapés nas flores, como que me vingando na obra perfumada do Criador.

Isto é sempre a mesma merda, diz um beduíno ao deserto. O camelo aproveitou a pausa para esvaziar a bexiga. A sua pequena contribuição no sentido de transformar o deserto num oásis.
Tal ofensor é, no que à etiqueta diz respeito, um palhaço extremamente enfático e inútil. O deserto manteve-se imperturbável — está feito um adulto. Em tempos não muito recuados, ter-lhe-ia brindado com uma tempestade de areia capaz de lhe pôr os olhos a pedir perdão.

Prostituta: Metia-a na boca com tanta elegância, que acabei por lhe conquistar o coração. Chorei quando me contaram, sou um romântico intratável.

A única inovação que admitia na escrita era o estilo avalanche, ao qual se entregava com grande entusiasmo. O objectivo: soterrar de supetão o que há pouco se pavoneava.

Embora não seja preciso especificá-la de tão óbvia que é, a moral desta história é que há uma caterva de coisas desagradáveis que, em sociedade, somos obrigados a engolir. A sociedade, deuses inclusos, é um monstro de mil e uma pichas ávidas de ejacular na boca dos acocorados. Saltemos então de picha em picha de molde a assegurar a continuidade da nossa cabeça.
Já que assim é, façamo-lo com um sorriso.

mil e uma pichas da sociedade

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D

subscrever feeds

Sigam-me

Partilhem o blog