Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Fino Recorte

Havia uma frase catita mas que, por razões de força maior, não pôde comparecer. Faz de conta que isto é um blog de comédia.

Fino Recorte

Havia uma frase catita mas que, por razões de força maior, não pôde comparecer. Faz de conta que isto é um blog de comédia.


Roberto Gamito

20.10.21

Sem mais preâmbulos, confesso-vos que tenho cinco minutos para erigir da província hostil que é a folha em branco uma crónica.
A partir desse instante, a resolução de assassinar a brancura da página instalou-se em mim qual contrato com uma operadora de telecomunicações. Eis uma boa ideia para um policial: o garatujador que assassina folhas em branco.

Como disse Timóteo, um dos rapazes que à época se encontrava na posse dos melhores neurónios, uma vez que praticou a lábia até lhe saírem fagulhas dos lábios, “a vida é uma merda”. Farto de ouvir a mesma lengalenga, caíram-lhe igualmente as orelhas — a lepra do eco continua a fazer as suas vítimas.
Nem a citação nos apanha de surpresa, nem Timóteo ambiciona a originalidade. Mas que vem a ser isso de originalidade? Um trecho que proporciona um surto de cenhos franzidos? Isso é lá conquista digna? Um artista sobrevive à custa de uma turba de criaturas com o sobrolho levantado? Suspeito que não.

E que os amigos cognominassem Timóteo de O Parvo não altera nem macula o elogio anteriormente oferecido. Somos muitas pessoas, como se profere hoje, e o empresário português, versado como é em voos metafísicos, aproveita-se e pede ao trabalhador — perdoem-me, escravo — para labutar por dez— e só lhe faz é bem. Se somos uma legião, ainda há muita gente dentro de nós desempregada. Visto por este prisma, amiúde usado pelo empreendedor a fim de decompor a luz em citações, a escravidão moderna obrigava a vir à tona populações de possibilidades que até então se acoitaram dentro do ser humano.

Em dada altura, o fio de raciocínio volta-me as costas. Ferrei-lhe uma bordoada nos costados, bem forte e bem feia, como é tradição entre os coléricos. O raciocínio faz-me uma desfeita dessas? Trago o Timóteo ao texto e o raciocínio não passa cartão?

Uma crónica de fugida

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D

subscrever feeds

Sigam-me

Partilhem o blog